Quatro anos depois de ter sido eliminada de forma chocante na fase de grupos do Mundial da Rússia, a Alemanha voltou a cair com estrondo na atual edição da prova, que está a ser disputada no Qatar. Com o Europeu “em casa” no horizonte, o futuro de Hansi-Flick é incerto.

Os quatro pontos conquistados no Grupo E do Mundial 2022 foram insuficientes para a seleção da Alemanha se apurar para os “oitavos” do Mundial 2022. Apesar de ter chegado ao fim com os mesmos quatro pontos que a congénere espanhola, a formação germânica perdeu para “nuestros hermanos” na diferença de golos e despediu-se, assim, da prova de seleções mais importante do globo pela segunda vez consecutiva.

Na “ressaca” da dolorosa eliminação, Bernd Neuendorf, presidente da Federação Alemã de Futebol, falou sobre o futuro de Hansi-Flick, atual timoneiro da seleção. A questão ganha particular relevância tendo em conta que a próxima grande competição de seleções à escala continental, o Europeu, vai ser disputado precisamente em solo alemão.

Ainda no aeroporto de Doha, antes do regresso a casa, Bernd Neuendorf prometeu analisar a situação “nas próximas semanas”, garantindo que se reunirá com o atual selecionador Hansi-Flick, com o diretor desportivo Oliver Bierhoff e com o vice-presidente Hans-Joachim Watzke.

O facto de o próximo Europeu se realizar na Alemanha, em 2024, coloca a continuidade ou não de Hansi-Flick como tema central. Nesse sentido, Neuendorf garantiu que vai ser feita “uma primeira análise desportiva do Mundial” e referiu que é importante ter uma perspetiva futura “tendo em vista o Europeu de 2024.

Prestação insatisfatória

Espanha e Alemanha eram tidas como favoritas na corrida aos “oitavos” do Mundial 2022 a partir deste Grupo E.

A seleção espanhola conseguiu mesmo carimbar o apuramento ainda que no segundo posto do Grupo, com quatro pontos, tantos quanto a Espanha e menos dois que o Japão.

Neste percurso em solo “qatari”, a seleção alemã começou por perder com o Japão por duas bolas a uma, no segundo encontro empatou com Espanha (1-1) e, na derradeira jornada, conquistou um insuficiente triunfo frente à Costa Rica por duas bolas a uma.

No capítulo do “goal average”, primeiro critério de desempate, a seleção alemã terminou atrás da equipa espanhola, já que acabou com um golo positivo contra seis da congénere espanhola.

Aposte com os melhores bónus e promoções!

[betway]

Boas Apostas!