A Argentina cumpriu com a sua parte e conseguiu apurar-se no primeiro posto do Grupo C. Mexicanos e polacos terminaram em igualdade pontual, mas foi a seleção europeia a seguir para a fase seguinte, sendo que as contas do apuramento estiveram para ser decididas… nos cartões. Com o grupo encerrado, Argentina e Polónia seguem para os “oitavos”.

Erro de percurso corrigido

A Argentina protagonizou a maior desilusão da primeira jornada da fase de grupos do Mundial 2022, mas essa derrota às mãos da Arábia Saudita já aparenta ser algo bem distante atendendo à qualidade exibida nos dois encontros seguintes.

Na terceira e última jornada da fase de grupos, os argentinos rubricaram aquela que foi, muito provavelmente, a sua melhor prestação na prova até então e venceram a Polónia por duas bolas a zero.

A Argentina esteve a bom nível, protagonizou uma exibição dominadora, marcada pelas boas dinâmicas na frente de ataque e levou a melhor com golos de Mac Allister e Julián Alvárez, isto depois de Leo Messi ter permitido a defesa (e que defesa!) a Sczesny na cobrança de uma grande penalidade, no final da primeira parte.

A Polónia, que foi resistindo como pôde, acabou a sorrir já que no outro encontro se verificou um insuficiente triunfo mexicano por duas bolas a uma. Na realidade, tudo esteve perto de se decidir nos cartões…

Mexicanos com triunfo amargo

A seleção mexicana despediu-se com um triunfo diante da Arábia Saudita por duas bolas a uma e em igualdade pontual (4) com a Polónia, seleção ante a qual tinha empatado sem golos na ronda inaugural.

Nesta última ronda do Grupo C, as contas estiveram muito perto de ficar decididas através do invulgar critério do “fair-play”. Passamos a explicar…

A certa altura, com os dois jogos já na segunda parte, a Argentina ia vencendo a Polónia por duas bolas a zero e verificava-se o mesmo resultado entre México e Arábia Saudita.

Nesse preciso momento, as seleções de México e Polónia estavam ambas com quatro pontos, dois golos marcados e o mesmo número de tentos sofridos.

Dadas as circunstâncias, o critério seguinte a aplicar seria o de confronto direto, mas o encontro entre as duas seleções tinha terminado sem golos.

Em virtude disso, a decisão seguiu para o critério do “fair-play”, associado ao número de cartões. Para perceber este critério, fique a saber que um cartão amarelo vale -1 ponto, vermelho por acumulação de amarelos -3 pontos, um vermelho direto vale -4 pontos e, caso haja um jogador que já tem amarelo mas de seguida é expulso por vermelho direto, -5 pontos.

Com dois a zero em ambos os jogos, a Polónia tinha vantagem em relação ao México, já que os europeus tinham levado cinco cartões até então contra sete da equipa do México.

Face à situação que se verificava, para passar, o México tinha que marcar mais um golo, esperar que a Argentina marcasse outro golo ou desejar que os polacos vissem mais cartões.

Por não querer confiar o seu destino a terceiros, o México foi à procura do terceiro golo e acabou mesmo por sofrer o 1-2 já nos descontos, simplificando as contas finais do Grupo C.

No final dos 90 minutos (em Doha e Lusail), Argentina e Polónia apuraram-se para os “oitavos” do Mundial 2022 na primeira e segunda posições do Grupo C, respetivamente.

Aposte com os melhores bónus e promoções!

[betway]

Boas Apostas!